11 motivos para largar o trabalho, chutar o pau da barraca e viajar por vários meses…

E finalmente chegou o final de 2012! É aquela época do ano que fazemos um balanço das nossas vidas e algumas pessoas sempre fazem as eternas listas do que vão fazer no próximo ano. Gosto dessa época porque muita gente começa a olhar mais pro lado e perceber que estamos numa comunidade e que nossas atitudes e comportamentos têm consequências. Então é legal ser mais educado, gentil com as demais pessoas.

O lugar que mais gostamos - Torres del Paine in Chile

Mas chega de análises baratas e vamos falar do nosso último blog. Muitas pessoas chegam pra gente e nos dizem: E aí? E a tua viagem! Eu gostaria tanto de fazer isso. Acho que é o sonho de todas as pessoas!

Realmente esse último ano foi um ano memorável. E aprendemos muito mais do que ficar em casa, na nossa rotina diária. Então, como achamos que todos devem viajar por um tempo, decidimos fazer uma lista com 11 motivos que todos nós deveríamos deixar o trabalho e chutar o pau da barraca. Não precisa ser um ano inteiro, alguns meses já vale muito à pena. Mas considerem um dia uma empreitada dessa,  você vai voltar muito mais feliz.
1. O mundo é muito maior do que pensamos – De alguma forma a globalização fez com que o mundo ficasse mais pequeno. É mais fácil de se comunicar, trabalhar e até estudar à distância. Parece até que a Coréia ficou mais perto com o “Gangnam style”. Mas 1 Km ainda são 1000 metros e o planeta Terra é imenso. Tem tanta coisa pra explorar, lugares com culturas diferentes e paisagens exóticas, que precisamos um pouco mais de tempo pra poder absorver o que esses cantos tem pra oferecer. Apesar de estarmos aos poucos convergindo pra um único modo de viver, ainda podemos encontrar locais com diferentes tradições, língua, roupas principalmente em vilas mais distantes da cidade grande.

No interior do Laos, onde a vida de verdade acontece

2. Estamos refletindo sobre nossa vida constantemente – Viajar quase sempre nos traz uma nova perspectiva. Tudo que é diferente nos faz parar pra pensar sobre como é nossa realidade onde vivemos. Você acaba trazendo pra casa o que é bom e interessante. O que vemos de ruim e de mal gosto nos deixa com um ar de dever cumprido, de que nos organizamos melhor, de que somos melhores.

Queria ter essa vista todo dia do meu ap

3. Existe muito mais gente legal no mundo que gente ruim – Muita vezes nós prestamos mais atenção nas expierências ruins. Alguém que tentou te passar pra trás, ou te roubou a carteira ou um restaurante que você foi mal tratado. Mas isso geralmente acontece com uma minoria das situações. A maior parte das pessoas são boas, curiosas e querem lhe tratar bem. Eles querem lhe ajudar e querem que você se sinta em casa. Eles querem que você volte pra sua casa e fale bem da cidade, do país ou da cultura deles.

Pneu furado, mas alguem parou pra ajudar

4. Trabalho não é tudo na vida – Parece até livro de auto-ajuda. Mas nós vivemos numa sociedade completamente obcecada pelo trabalho. Quando estamos acordados passamos mais tempo no trabalho do que com nossa família e amigos. Muitas vezes porque botamos na cabeça que temos que comprar algo e acabamos ficando escravos das contas que temos que pagar. Ficar longe disso tudo e ter somente uma mochila nas costas por um ano foi uma das experiências mais libertadoras das nossas vidas.

Quem inventou a rede na Lagoa do Paraíso, merece um prêmio.

5. Percebemos que as pessoas têm vidas muito parecidas, independentemente de onde vivem – Vamos comparar a vida das pessoas numa cidade no meio de Laos e em Nova Iorque (principalmente depois do furação Sandy). A principal preocupação é com comida, abrigo, roupas, energia e segurança. Mas em Nova Iorque temos que ter ainda um milhão de outras coisas pra viver de forma confortável. No Laos a vida tem um ritmo mais lento depois que esses prerequisitos básicos são adquiridos.

Elas tavam vendendo mais do que pulseira. Mas esse era o ganha pão!

6. Numa viagem dessas o gasto é bem menor do que você pensa – Se você for pros lugares certos e deixar de lado alguns luxos, dá pra viajar por até 30 dólares/dia.  Mas se você for pra Europa, América do Norte, Japão, Cingapura pode chegar nos 300 dólares facinho. O Brasil quase que quebra a gente, apesar da ajuda da família e amigos.

Aula pra aprender a cozinhar o dia INTEIRO e comer tudinho por 40 dólares

7. Ao voltar pra casa, você volta com energia renovada – O povo que ficou vai estar na mesma merda e cansado. Seu chefe vai ficar feliz de ver você com um sorriso no rosto e animado. Agora o seu objetivo é trabalhar e juntar grana de novo pra viajar em alguns meses.

Nativo no Vietnã

8. Pessoas que viajam são mais valorizadas no trabalho – Só quem é estúpido não vai valorizar o fato de você ter passado um tempo fora. Entender outras culturas é a melhor forma de entrar de cabeça nesse mundo globalizado e informatizado. E você tem a cabeça mais aberta, você está sempre na frente das pessoas que nunca saíram de casa.

Se as férias forem no Carnaval, não dá pra voltar tão feliz e descansado assim...

9. As suas papilas gustativas nunca mais serão as mesmas – No Brasil onde estamos acostumados à mesma comida desde pequeno é como se fosse uma explosão de gostos. Pra alguns pode até ser um pouco demais. Mas pra quem gosta de se aventurar, pode ser uma das melhores partes da viagem.

Arroz, lentilha, batata e couve, com temperos bem diferentes - a comida do Nepal

10. Quase nada muda na sua cidade depois que você volta – Depois de passar um ano fora, tudo estava praticamente do mesmo jeito de quando saímos de Boston.  Parece que se passaram meros 1 ou 2 meses por aqui. Para nós esse ano durou muito mais do que 12 meses.

Mas você pode aprender a mergulhar, velejar, andar de moto, subir montanha e não se cansar

11. Uma viagem longa é possível – Nos EUA e no Brasil isso parece ser impossível. mas na Europa, Israel, Australia, Nova Zelândia é como se fosse uma espécie de ritual de passagem pra quem tem 20 e poucos anos. Mas mesmo depois da Universidade, vários locais de trabalho nesses países dão o direito das pessoas passarem alguns meses fora. Conhecemos gente de 20 a 70 anos fazendo essa viagens e até um casal com 3 crianças viajando pelo Sudeste Asiático. Sim, é possível!

A nossa amiga aqui pode vijar pra onde queira, sem problemas

Então se você pretende um dia fazer uma loucura dessas. Se prepare com antecedência. Nós juntamos grana por 3 anos e organizamos nossa vida de tal forma que funcionasse tudo direitinho. Não vou dizer que é fácil, mas esse é um investimento que ninguém pode tirar da gente. Afinal: Viagem é umas das únicas coisas onde gastamos dinheiro e acabamos ficando mais ricos.

This entry was posted in Itinerant Fling and tagged , , , . Bookmark the permalink.

5 Responses to 11 motivos para largar o trabalho, chutar o pau da barraca e viajar por vários meses…

  1. Lia Campos says:

    Show!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Iusta says:

    Muito bom. Vocês estão de parabéns!

  3. Danni Holanda says:

    Lindo!!

  4. Telma says:

    Tudo que você disse é muito verdadeiro! Parabéns pelo incentivo !

  5. Marília Campos says:

    Muito bom, tio Marcelo! Gostaria de escrever assim kk pretendo viver um pouco dessa experiência!! Beijo

Comments are closed.